segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Binge Bulimia Nervosa



 Transtorno compulsivo alimentar


Vou avisando o texto é longo, porém é importante, pois vou tratar de um problema que pode atingir muitas pessoas que se quer tem consciência de que sofre desse transtorno, peço que tenham paciência e leiam o texto, pois você pode até não se identificar com o problema, mas pode identificar os sintomas em um amigo, parente, ou simplesmente me dar uma força, acredito que temos em mãos um meio eficaz de comunicação, e me sinto na obrigação de fazer bom uso dela.

"Binge eating é um termo utilizado na Psiquiatria Médica como sinónimo de "ataques de voracidade alimentar" que são característicos de algumas doenças do comportamento alimentar, nomeadamente a Bulimia Nervosa."




Bem meninas, o que eu quero compartilhar com vocês, é algo muito importante e sério, já faz um tempo que eu descobri, percebi, ou caiu a ficha, não sei bem como definir esse momento, mas foi quando eu entendi que tinha um problema e precisava de ajuda. Sempre sofri do chamado processo sanfona, mas nunca de maneira extrema, mas como eu tenho o corpo típico de brasileira, cintura fina, bundão e pernão (desculpe o linguajar hauahua), sempre tive complexo de gordinha, mesmo magra, eu me achava gorda, talvez por ter desenvolvido o corpo rápido de mais, enquanto minhas amigas ainda eram franzinas e sem curvas, eu era magra, tinha o corpo bonito e não tinha consciência disso, grande parte da culpa vem desse tal padrão de beleza.

  Enfim, o tempo passou, sofri um acidente de carro e engordei dez quilos no período em que eu fiquei imobilizada.Quando eu tirei o gesso, tive que fazer fisioterapia por quase um ano, era impossível fazer exercício físico, pois não tinha firmeza na perna, ou seja, vieram mais dez quilos.
  Logo quando eu pude voltar a fazer exercício comecei uma dieta e resolvi entrar em uma academia, porém vários fatores como mudar de cidade, casar, ficar longe da família, dos amigos, começar em um novo emprego, voltar a estudar depois de três anos parada, nova cultura, novas pessoas, novas formas de comportamento, novas formas de julgamento, tudo isso levavam meu stress e ansiedade lá em cima.


Sem perceber, comecei a descontar na comida, principalmente quando a saudade da família batia, ou quando eu não me sentia querida pelas pessoas a minha volta, entrei em uma paranóia. Queria que todos me aprovassem e quanto menos eu sentia essa aprovação, mais eu me cobrava, e mais eu perdia o controle sobre o meu ato de comer, comia escondido, tinha ataques compulsivos de comer, comer, comer e no final me sentia mal, porque eu sabia que estava fazendo mal a mim e a meu corpo! 
   No começo a solução era simples, por para fora (tenho vergonha disso, e não indico ninguém a fazer), mas como eu sabia que isso era um problema, um distúrbio, passei a me punir, quando ocorria o ataque compulsivo muitas vezes eu não vomitava pensado: Você fez, agora assume as conseqüências, você vai engordar!


     Mas o descontrole, está em uma sensação horrível angustiante que agente sente, e que não passa até você se acabar em alguma barra de chocolate, um croissant, ou o que quer que você tenha na geladeira, já comi coisas que eu seria crucificada por ter comido. 
    A sensação de angustia passa e logo vem a depressão, o fato de ter a consciência de estar se auto-destruindo e não conseguir controlar isso é arrasador. Mas sim, tem tratamento, eu estou em processo e já consegui emagrecer 7 kg, porém, esse não é mais o foco da minha vida. Quando você tem esse transtorno você simplesmente para de viver, só pensa em comida o dia inteiro, toma café da manhã já planejando o que você vai lanchar daqui três horas, e no almoço e no lanche da tarde, você passa a viver em torno disso e fica completamente impossível seguir uma dieta.
   Estou compartilhando com vocês até mesmo porque o blog é uma das minhas válvulas de escape, sem contar que muitas pessoas podem sofrer do mesmo problema e não perceber, até mesmo porque a sociedade e todos julgam os gordinhos como preguiçosos, porque no fundo no fundo todo mundo tem medo de ficar assim, é uma realidade que pode bater na porta de qualquer um, e geralmente a pessoa que tem esse transtorno se sente uma droga justamente por não ter controle sobre seus atos. Mas é possível recuperar esse controle eu recuperei e quero expor aqui, para quem sabe ajudar outras pessoas. Fico feliz com quem leu o texto até o fim, pois está me ajudando e muito! Estou em tratamento desde agosto de 2010, toda semana irei postar sobre isso aqui, pois já me sinto mais confortavel para falar sobre isso, trarei dicas de como lhe dar com esse problema.


Quem tiver vergonha de perguntar alguma coisa por aqui, pode me enviar um e-mail
bloggarotaveneno@hotmail.com , que eu vou responder com todo carinho e atenção, sem expor ninguém!

Estilo? Só quem tem!E Você? Pode ter!


Participe do sorteio, clique na imagem e saiba como:


Beijinhos, beijinhos!
A Garota Veneno!

12 comentários:

Monike disse... [Reply to comment]

Seu blog é cultura

adoooorooo

khenberly disse... [Reply to comment]

linda arrasou no post hein amei bjussssssssss

B&t& disse... [Reply to comment]

Parabéns, por ter tido força e coragem de mostrar o que se passa em sua vida para nós, realmente ñ é qualquer q tem essa coragem.
Adorei o post de hoje.
Bjs!
http://cantinhodabt.blogspot.com/

May disse... [Reply to comment]

Oiie,
Vim divulgar os 2 Sorteios do meu blog
Uma Máscara Facial Hidratante e um Brinde Surpresa
Participe Clicando AQUI
e em parceria com a Veridica It
quem escolhe os PRÊMIOS é VOCÊ
Participe Clicando AQUI


Beijos Querida !

Valéria Ferreira Bernardo disse... [Reply to comment]

Flor, ce acredita q eu antigamente provocava o vomito, queria ser magérrima,ainda bem q o pesadelo acabou, hj to até bem comigo mesma!Amewi o post!
bjbj

Lais Pazetti Rosa disse... [Reply to comment]

Poxa, muito legal da sua parte de expor dessa maneira! Parabéns.
Eu tenho esse efeito sanfona também, mas até que ando controlando.... tenho um problema de me achar semrpe gorda sendo que estou com o meu peso ideal...
Melhoras pra você!!!
Beijoss

larosaa.blogspot.com

Laura disse... [Reply to comment]

Quando a gente coloca nossos problemas e medos, e adimite já é meio caminho andado. é o primeiro e mais importante passo. parabéns!
Beijoos

Lila Czar disse... [Reply to comment]

Querida, eu passei por isso.
Sempre fui magrinha, mas um quadro depressivo acabou em compulsão alimentar - e eu só tratava com psicóloga! Dois anos de sofrimento até alguém me dizer: vai atrás de um psquiatra tomar um antidepressivo, guria!! Dos meus 49 quilos fui pra 59!!! E estava cada vez mais infeliz. Mas, 6 meses de fluoxetina e minha vida mudou! Curou tudo. Hoje, peso 51 quilos,malho e me cuido. Mas virei uma gulosa...
Lila Czar
seviracom30.blogspot.com

Colecionadoras de Moda disse... [Reply to comment]

minha mãe é nutrinionista..
então desde criança conheço todos os lados das doenças da falta e do exeço de comida rs
kisses
Gih

Lia disse... [Reply to comment]

Ai Amiga! Você arrasou..
É muito bom saber que você tá se recuperando. O mais dificil é tomar consciencia do problema! E você foi muito madura de encarar isso..
Já eu, engordei 10 kg desde o inicio do meu namoro.. já passou da hora de criar vergonha na cara!
To tentando.. =)
Amo vocE!
Beijos

Lady Dark disse... [Reply to comment]

querida,

a uns dez anos eu tinha OBSESSÃO por ter uma barriguinha chapada, chegava a fazer mais de 500 abdominais por dia, fora as dietas 'non-sense' e outros exercicios... infelismente nunca cheguei a ficar do jeito que eu quis. Desde então fui engordando aos poucos, hoje eu preciso perder pelo menos uns 10kg, mas hoje eu tenho mais auto-estima que a 10 anos atrás.

Uma das minhas irmãs tinha começo de um 'disturbio alimentar' muito comum a anorexia. Depois dela ficar quase 10kg abaixo do peso finalmente conseguimos que ela se enxergasse como estava ficando e hoje ela apenas se vigia pra não engordar d+(já q todos em casa temos facilidade pra engordar).

Imagino o que você passou e espero que com o seu tratamento você nunca mais passe por isso novamente =)

=***

Tatiane disse... [Reply to comment]

Oi Tamiris, eu passei por aqui porque estou fazendo uma pesquisa sobre compulsão alimentar. Seu blog apareceu como um dos primeiros e foi maravilhoso encontrar alguém que dissesse quase tudo que eu sinto antes durante e depois de comer compulsivamente. Agora vou ler o post novo sobre o assunto.
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...