sexta-feira, 19 de agosto de 2011

ZARA TRABALHO ESCRAVO???

Tudo tem Limite 
   
 Eu sei que ando sumida, mas esse assunto não poderia ser adiado por nada! Não é de hoje que algumas grifes participam de escândalos, tivemos o caso da Daslu, a declaração horrível do Designer da M'Officer  "os animais foram feitos para usarmos até os ossos", e agora.... Como assim trabalho escravo ZARA?????

      Alguns seres humanos (se é que ainda podemos chama-los assim) perderam a noção do que é "ser humano", apenas pensam em enriquecer e mais nada, não basta cobrar uma fortuna na roupa, ainda sim, é preciso escravizar pessoas?  Não me venham com a desculpa esfarrapada de que o trabalho é terceirizado, pois isso já tem um nome: Redução de custos e falta de comprometimento com aqueles que trabalham para você de forma indireta. Ou seja, já é claro que não existe nenhuma preocupação de fato com as pessoas que são contratadas apenas para pregar um etiqueta.
    
    Qual  preço uma etiqueta pode ter? Pois até onde eu li, cada funcionário recebe de R$ 0,12 à R$ 0,20 centavos por peça finalizada, enquanto sua família vive em meio aos fios elétricos, com total falta de higiene e condições humanas de vida! Uma etiqueta que escraviza pessoas de ambos os lados, quem a produz e quem a consome, pois uma mera calça jeans, passa a valer muito mais por causa de doze centavos e a exploração de seres humanos. 


         
        Sinto vergonha por cada peça que possuo da Zara em meu armário, pois me sinto um capataz. Sinceramente não sei quantas pessoas eu mantive nessa situação para poder ter uma roupa descolada. Prefiro deitar minha cabeça no travesseiro e dormir em paz, não sei como outros não enxergam dessa maneira. E ainda existem outras marcas que estão sendo investigadas  Ecko, Gregory, Billabong, Brooksfield, Cobra d’Água e Tyrol.



Fique atento ao que você consome, pode ser muito mais do que você imagina!
 Pode ser a vida de pessoas...


#DigaNãoaZara

Tamiris Bockmann

15 comentários:

Khenberly disse... [Reply to comment]

linnda to chocada
bezosssssssssssssssssssssssss

Val Bernardo disse... [Reply to comment]

Oi flor tb fiquei em choque qd soube,não costumo comprar na Zara e agora nem em sonho não consigo,bjão e amei q me visitou :))

Ananery Magalhães disse... [Reply to comment]

Florrr tava pensando em vc hj rss pq tem tempo q nao a vejo saudades. bjaoo bom final de semana

Aninha

Lila Czar disse... [Reply to comment]

Fiquei supe rtovada com a reportagem que vi n´A Liga. Vou me esforçar muuiiito pra fazer a minha parte e NÃO comprar mais na Zara - já li que a C&A e a Marisa também usam mão de obra escrava...
Lila Czar
seviracom30.blogspot.com

*-* Thaís Cavalcante *-* disse... [Reply to comment]

Polêmico! Vou fcar atenta. bezo!

SobreTudo disse... [Reply to comment]

Muito triste ver uma marca que adoro fazendo essas coisas!!!
Bjs
http://dicasebabados.blogspot.com/

Stéphanie disse... [Reply to comment]

Nossa coloquei essa semana no meu twitter, fiquei passada quando li a matéria, decepção!

beijos.

IdéiaSubstancial disse... [Reply to comment]

Eu nunca comprei nada na Zara e agora que não compro mesmo que horror chega dar nojo de ver uma coisa dessas. Bjãooooooooooo amiga.

Teen.Tação disse... [Reply to comment]

Gente que mundo louco é esse? Eu nunca comprei roupas da Zara (ainda bem), mas mesmo assim, fiquei chocada com isso tudo! Nos tratam como fúteis...Horrível isso!
Acabo de conhecer teu blog, AMEI tudo por aqui!Não resisti e já tô seguindo!
Virei mais vezes!

Passa no meu blog e retribui o follow!

Bjos!

Mi disse... [Reply to comment]

um absurdo
bom fds
beijinhos

andréia sato disse... [Reply to comment]

Minha querida, sempre leio seu blog, pois tenho ele adicionado em minha lista de blogs. Este é meu primeiro comentário postado, pois não consegui ficar calada em ler seu post, pois falta algumas informações, ou até conhecimentos por sua parte!
Meu marido trabalha com confecção, não moramos em São Paulo, onde é claro essa escravidão, muitos sabem a existência da exploração dos bolivianos pela indústria têxtil.
Meu marido confecciona para algumas marcas, inclusive M'Officer, e não tem nada de escravidão! Ao contrário, tudo é feito dentro da lei e com muita justiça!! Acho que você generalizou um pouco, existem formas e maneiras, por exemplo, as peças importadas da China (eletrônicos) também existem uma certa exploração em sua mão de obra!! E aqui no Brasil, consumimos demasiadamente!!!

Monike disse... [Reply to comment]

fiquei pasma quando soube

bjs

Teca disse... [Reply to comment]

Não tô mto inteirada do assunto pra poder comentar, mas, se for td isso mesmo, é um absurdo.
Bjo

Garota Veneno disse... [Reply to comment]

Andréia Sato:

Olá,

Adorei saber que você acompanha o blog, e fico super feliz de debater os assuntos que posto nele. Peço desculpas caso você tenha interpretado como generalização, pois não foi a minha intenção. Mas não disse que todas as confecções agem assim, pois de fato é dever do empregador(no caso a confecção) dar as condições necessárias para se trabalhar de forma integra e dentro das condições dos direitos humanos. Condeno sim, quem não o faz e a empresa por não fiscalizar direito, pois o problema é ligado diretamente a imagem dela e a seres humanos. E sobre a M'officer, nem vou entrar em detalhes pois sou totalmente contra o uso de animais para roupa. Mas o trabalho exploratório realmente não é restrito ao mundo da moda. Com certeza todos conhecem alguma empresa que coloca seu lucro acima do funcionário. Espero sempre que quando isso acontecer, os canais que abordam o tema não deixem de denuncia-lo.

Beijinhos, beijinhos!
A Garota Veneno!

Laranja Atômica disse... [Reply to comment]

até aonde as coisas vão... jogo de marketing? não será tbm uma linha de "falsificação"?
eu digo jogo de marketing pois e se alguma concorrente resolveu pegar pesado e sujo???
tipo, não creio que a culpa seja só da ZARA (entre outras marcas famosas)...
como disse a Andréia, o qto a gente consome de produtos chineses, talvez até sem conhecimento de que vem de la e de um trabalho escravo...
outro problema mtas vezes é a mídia fazendo um alarde tão gde e depois se descobrirem que eram peças falsificadas??? estaríamos crucificando as marcas...
e se são realmente as verdadeiras, que as marcas em questão sejam punidas, claro...

qto a minha opinião sobre a veracidade dos fatos em questão... eu acredito que podem ser sim peças verdadeiras... e se realmente forem, a marca vai dar um jeito de se safar (ou vcs acham que não?)... esse tipo de coisa só vai deixar de existir qdo o ser humano aprender que escravizar é desumano, é nojento, é.... mas será que isso é possível??? (desde o início dos tempos a escravidão existe... então, será possível bani-la???)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...